Hemoal volta a registrar baixo estoque de sangue às vésperas do Natal e do Réveillon

Às vésperas dos feriados de Natal e Réveillon – quando a demanda de transfusões duplica – o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) dispõe de apenas cento e uma bolsas de sangue, quando deveria contar com, no mínimo, trezentas. Os números mostram que o órgão, responsável pelo abastecimento de hemocomponentes aos hospitais públicos alagoanos, conta com 33,6% do percentual necessário.

A situação é classificada como “preocupante” pelo Núcleo de Captação de Doadores de Sangue, uma vez que, historicamente, durante o mês de dezembro, em razão das férias e das confraternizações, o número de doações sofre drástica redução. Com isso, faltando apenas 15 dias para o feriado de Natal, o quantitativo estocado de bolsas de sangue está abaixo de 50% do percentual que seria necessário para atender a demanda de um mês convencional, quando não são registradas datas festivas.

Uma realidade que preocupa a Gerência da Hemorrede Pública de Alagoas, porque durante os feriadões, o consumo tende a se intensificar. Para se ter noção da gravidade, o Hemoal só dispõe de uma bolsa de sangue do tipo O Negativo, que é doador universal. O AB Negativo está zerado, o B Negativo só possui três unidades e o A Negativo apenas quatro. A única tipagem com quantitativo satisfatório é o A Positivo, que dispõe de 72. Já o AB Positivo possui uma bolsa, o B Positivo duas e o A Positivo 18.

Coleta Externa – Para aumentar o estoque, o Núcleo de Captação de Doadores de Sangue do Hemoal irá realizar coletas externas esta semana. Na quarta-feira (11), das 8h às 16h, a equipe multidisciplinar vai estar no Conjunto Jarbas Oiticica, em Rio Largo.

“As coletas externas visam facilitar o acesso dos voluntários à prática da doação de sangue. Mas o gesto solidário pode ser praticado em um dos postos fixos, seja na capital ou no interior”, ressalta a assistente social do Hemoal, Maria das Graças Padilha.

Onde doar – Além das coletas itinerantes, é possível se candidatar à doação de sangue ao se dirigir a dois endereços em Maceió. No Hemoal Trapiche, localizado ao lado do Hospital Geral do Estado (HGE), o atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h e, aos sábados, das 8h às 17h.

As doações também podem ocorrer no Hemoal Farol, que funciona no Hospital Veredas, e atende de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h. Já no interior do Estado, o gesto solidário pode ser praticado no Hemoal Arapiraca, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30, e está situado no mesmo prédio do Laboratório Municipal, na Rua Geraldo Barbosa, no bairro Centro.

Quem pode doar – Os voluntários interessados em se candidatarem à doação voluntária de sangue devem ter peso igual ou superior a 50 quilos e idade entre 16 e 69 anos. Também é necessário portar um documento de identificação com foto, segundo portaria do Ministério da Saúde. Para os menores de 18 anos é imprescindível estar acompanhado dos pais e portando um documento de identificação oficial e original dos responsáveis.

O impedimento para se candidatar à doação voluntária de sangue, ainda de acordo com o Ministério da Saúde (MS), atinge àqueles que tenham contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas. Quanto às gestantes e lactantes, é proibida a doação e, para repetir o ato solidário, os homens devem respeitar um prazo de dois meses e as mulheres ficam impedidas durante três meses.

Ascom – 09/12/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)