Flamengo bate o Atlético-MG e dispara na ponta do Brasileiro

Mais líder do que nunca. Com mais uma boa atuação, o Flamengo fez 3 a 1 no Atlético-MG na noite desta quinta-feira, no Maracanã, chegou a 55 pontos e abriu oito de vantagem sobre o Santos, segundo colocado do Campeonato Brasileiro. Willian Arão, Vitinho e Reinier marcaram para o Rubro-Negro, enquanto Nathan descontou para o Galo, que segue com 31 pontos, na 11ª colocação.

Os dois times voltam a campo no domingo. Às 16h, o Flamengo visita o Athletico-PR, na Arena da Baixada. Depois, às 19h, o Atlético-MG recebe o Grêmio, no Independência.

Ataque contra defesa

Os primeiros 45 minutos da partida foram jogados praticamente em só um lado do campo do Maracanã. O Flamengo pressionou o Atlético-MG desde o começo, marcando forte a saída de bola, e encurralou o time do Galo na defesa. Com 20 minutos, o Rubro-Negro já tinha mais de 70% de posse de bola e seis finalizações, contra apenas uma do Galo, que foi bloqueada pela zaga e nem chegou no gol de Diego Alves.

Tem repertório e elenco

Mesmo com os desfalques, o Flamengo não mudou seu estilo de jogo e, além de mostrar que pode contar com outros jogadores, também apresentou repertório. Com o Galo bem fechado, o Fla quase marcou em dois chutes de longa distância. E conseguiu chegar ao gol com a bola aérea. Aos 36, Vitinho cobrou um escanteio preciso na cabeça de Willian Arão, que se antecipou a marcação e desviou para o gol.

Galo assusta

O Flamengo voltou do intervalo com o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Mas o Atlético-MG voltou se lançando um pouco mais ao ataque e chegou ao empate logo aos 6 minutos. Nathan recebeu na entrada da área, driblou Diego Alves e marcou um golaço.

Das vaias ao aplauso

Quando o jogo parecia se complicar para o Flamengo, um dos jogadores mais contestados do elenco rubro-negro apareceu e resolveu. Vaiado por parte da torcida poucos minutos antes, Vitinho fez uma jogada individual aos 15, pedalou para cima de Patric e finalizou no canto esquerdo, sem chances para Wilson.

E não parou por aí. O Flamengo seguiu em cima e, aos 30, a zaga atleticana cochilou, Vitinho tocou de cabeça para o meio da área e Reinier só teve o trabalho de tocar para o gol. Assim como todo time rubro-negro, Vitinho mereceu os aplausos recebidos na saída de campo.

11/10/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)