Brasil bate Polônia de virada e fica a um passo do título

A Seleção Brasileira Masculina de vôlei colocou uma mão na taça da Copa do Mundo do Japão. Na partida que era uma espécie de “final” da competição – disputada em pontos corridos – o Brasil derrotou a rival Polônia por 3 sets a 2, de virada – parciais de 19/25, 25/23, 25/19, 16/25, 15/11 – na madrugada deste domingo, na cidade de Hiroshima, pela nona e antepenúltima rodada da competição e está muito perto de comemorar o seu terceiro título no torneio – foi campeão também nas edições de 2003 e 2007.

Com a vitória, o time verde-amarelo manteve a liderança e a invencibilidade no torneio, agora com 26 pontos, contra 22 da vice-líder Polônia.

Se ganhar do Japão, nesta segunda-feira, às 7h20 (horário de Brasília), a equipe do técnico Renan dal Zotto garante o título com uma rodada de antecedência e enfrenta a Itália, na madrugada de terça-feira, às 3h, já com a taça em mãos.

O Brasil tem a chance de repetir a campanha de 2003, quando conquistou a sua primeira Copa do Mundo de maneira invicta.

O confronto era o mais esperado da competição não só porque poderia praticamente definir o título antecipadamente para o Brasil, mas também porque marcou o encontro entre os ponteiros Leal, do Brasil, e Leon, da Polônia, ex-companheiros de Seleção Cubana. O placar, por enquanto, está 2 a 0 para o atacante naturalizado brasileiro. A Seleção conquistou um torneio amistoso, disputado em agosto, na Polônia, e venceu os anfitriões por 3 a 1 na final, mas esse encontro na Copa do Mundo foi o primeiro em competições oficiais.

A Polônia entrou em quadra com sua força máxima, com Leon e Kubiak em quadra. O técnico Vital Heynen levou 24 jogadores para o Japão e escalou várias formações diferentes ao longo da competição. O oposto/ponteiro Kurek, que voltou a jogar há poucos dias, depois de sofrer uma cirurgia nas costas, não foi relacionado.

Renan manteve o time titular com Bruninho, Alan, Leal, Lucarelli, Maurício Borges, Lucão e Thales (líbero). Entraram: Cachopa, Felipe Roque, Flávio, Isac, Douglas Souza e Maurício Borges.

O oposto brasileiro Alan, confirmando a excelente fase, foi o maior pontuador da partida, com 27 pontos. Leal marcou 21.

13/10/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)