Ana Hickmann comemora absolvição de cunhado: ‘Justiça foi feita’

A quinta Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou nesta terça-feira, 10, por unanimidade, 3 votos a 0, apelação do Ministério Público de Minas Gerais contra absolvição do cunhado de Ana Hickmann, Gustavo Henrique Belo Correia, acusado de matar um fã da apresentadora que invadiu o quarto do hotel em que a estrela se hospedava em maio de 2016.

Na prática, foi confirmada a absolvição do cunhado de Hickmann, ocorrida de forma sumária em primeira instância, depois de a justiça entender que Correia agiu em legítima defesa. Caso a apelação fosse acatada, o cunhado da apresentadora poderia ir a júri popular.

Correia acompanhou a sessão no tribunal. “Era o que eu esperava. Era o que a minha família esperava. Passava na minha cabeça. Na dos outros, não consigo saber”, disse. A promotoria, que não concorda com a tese de legítima defesa, pode recorrer da decisão. Agora, a Brasília.

A morte do fã, Rodrigo Augusto de Pádua, morador de Juiz de Fora, ocorreu em 21 de maio de 2016. Ana Hickmann estava com sua equipe em hotel na zona sul de Belo Horizonte, se preparando para evento de sua grife. O invasor entrou armado no quarto e fez reféns a apresentadora, o cunhado e a mulher dele, diz o MSN.

As duas conseguiram escapar. Depois de lutar com Pádua, Correia o matou, usando a arma do próprio invasor, com três tiros na nuca. Giovana Oliveira, mulher do cunhado da apresentadora, chegou a ser baleada, e se recuperou depois de cirurgia e internações em hospitais de Belo Horizonte e São Paulo.

Ana Hickmann comemora decisão no Instagram

Ana Hickmann usou suas redes sociais para comemorar a decisão em uma postagem feita na tarde desta terça-feira, 10. “Meu Deus, muito obrigada! 3 a 0! Legítima defesa! Mais uma vez a Justiça foi feita!”, escreveu a apresentadora.

Desde a noite de segunda-feira, 9, Ana Hickmann vinha fazendo publicações falando a respeito do caso.

10/09/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)